top of page
  • Foto do escritorDJ Santi

DJ: Amor, arte, ofício e inspiração.

Olá! Eu sou o Dj Santi e a partir deste artigo convido-lhes a conhecer um pouco da minha trajetória, um pouco da história do Dj atrelada ao Hip Hop e também as inspirações que me trouxeram até aqui.


Lembro-me de estar conectado com a música desde que existo, ainda criança com meus pais me apresentando vinis do Michael Jackson e crescendo rodeado de irmãos mais velhos apaixonados por música. Com cada um deles aprendi a também me apaixonar por ela e acreditem, cresci ouvindo desde Shakira e Backstreet Boys até Ndee Naldinho e Racionais MCs.


O amor à música, em determinado momento te faz querer dar um passo adiante, se envolver mais, estar mais presente e, a partir de 2017, eu decidi que era isso que eu precisava fazer na minha relação com ela. Eu já não estava mais satisfeito em ouvir, eu queria ser ouvido, ser sentido pela música que tocaria e pelas pessoas.

Contudo, sem muito jeito para composição, instrumentos ou canto, conheci a arte do Disc Jockey ou DJ como é popularmente conhecido. Neste mesmo ano conheci a Alvo Cultural e através da instituição e do Dj Edinho DK consegui dar o tão sonhado passo a adiante e me conectar ainda mais com a música e através dela com as pessoas.



Ser Dj se traduz muito em gerar conexão, levar alegria e boas energias para um determinado lugar. Muitas vezes em forma de sorrisos, de um abraço entre dois amigos que tem uma música preferida, ou mesmo em forma de lágrimas por tocar naquele momento uma música que bate diferente no coração e na alma de determinada pessoa. O pagamento e talvez a fama, fazem parte do caminho, pois isso também é um ofício, mas a troca de energia, a emoção, um agradecimento sincero e a sensação de dever cumprido sempre serão o melhor pagamento que um Dj que ama o que faz pode ter.


A inspiração se manifesta de diferentes maneiras em cada pessoa, o fato é que ela deve ser reconquistada e reforçada diariamente. Muitas coisas boas e também ruins acontecem nesta trajetória, assim como em qualquer outra função. Pessoalmente, sempre tento manter os olhos na frente, na crença de dias melhores, na fé que tenho em mim e do orgulho que quero dar a minha família e amigos. Como costumo dizer “o céu deixou de ser o limite” e onde for levarei cada um deles comigo.


As inspirações artísticas são a base do um trabalho de um Dj. Músicos, compositores e pessoas ligadas ao Hip Hop me inspiram? Sim, tenho tantas que com certeza nem cabe em um só artigo, mas vou contar um pouquinho sobre quem são aqueles que me movem.


Começo pelos alicerces, pois sem eles não estaríamos aqui levando essa cultura adiante, que teve início nos anos 70 em Nova Iorque e exatamente em 11 de agosto de 1973 o Dj Kool Herc realizou a primeira festa de Hip Hop da história. Kool Herc revolucionou por realizar uma festa onde não tocava o que se tocava nas rádios da época, na era da Disco Music, e começou a tocar apenas Soul Music para os jovens do Bronx, com dois toca-discos e dois discos iguais ele tocava apenas a principal parte de determinada música iniciando assim um movimento novo.


Movimento esse que me leva a outra inspiração chamada Afrika Bambaataa. Bambaataa foi o segundo Dj a fazer algo do gênero, mas com um papel ainda mais importante para a criação do movimento Hip Hop criando a Universal Zulu Nation que nada mais era do que uma organização que tirava jovens das ruas e das gangues através de alguns elementos: Djs, compositores, B-boys/B-girls e grafiteiros. Além disso Bambaataa juntamente com a Zulu Nation reforçavam que esses jovens buscassem se reconectar com suas raízes e antepassados, coisa que desde sempre foram “ensinados” a suprimir de suas vidas. E aí a partir dessa organização é que surge a denominação “Hip Hop”, que engloba todo esse movimento cultural.


Inspirado por esse movimento, pelas pessoas envolvidas e com a ideia de aperfeiçoar essa cultura surge o Dj e “cientista maluco” Gradmaster Flash e naturalmente, ele também é uma das minhas inspirações. Grandmaster Flash foi o primeiro Dj de Hip Hop a realmente mixar perfeitamente as músicas do gênero e não apenas isso, foi a primeira pessoa que teve a coragem e a audácia de colocar as mãos sob os discos e assim elevar a técnica do “Scratch” no Hip Hop a outros níveis. Grandmaster Flash descobriu que o toca-discos poderia ser mais do que apenas uma tecnologia que tocava música e o transformou em um próprio instrumento de música aliando essa tecnologia a técnicas nunca antes usadas no Hip Hop. Posteriormente, Flash também foi o primeiro Dj a criar um grupo de Rap chamado Furious Five, onde o Dj já não seria mais a figura central e daria mais espaço para MCs e Rappers serem mais ouvidos e notados pelo público. Junto com ele, o Furious Five foi o primeiro grupo a viajar o mundo para fazer rap abrindo assim as portas para o futuro e o presente que conhecemos agora.


Ainda sobre influências, e mudando sutilmente a ordem estabelecida até agora, porque esta não é necessariamente um Dj, mas uma dupla de produtores. Trabalho esse que ao meu ver acaba sendo muito semelhante ao de Dj. Assim, os “The Neptunes”, dupla formada por Pharrell Williams e Chad Hugo são também uma das minhas grandes influências. Dois jovens que ganharam um concurso de música no ensino médio em 1991, produzindo logo depois o maior hit do verão do ano seguinte e posteriormente se tornariam os maiores produtores do país realizando trabalhos com Ludacris, Jay-Z, Snoop Dogg e por aí vai!


A inteligência e o talento da dupla causaram espanto na época, pois produziram músicas em 1992, 1993, que poderiam facilmente se encaixar em 2012, 2013… Pessoas influentes no mundo da música diziam que eles estavam à frente do seu tempo e de fato, a dupla produziu hit atrás de hit e muitos que são ouvidos até hoje. A fama dos “The Neptunes” era tamanha que foram considerados os primeiros “Super Produtores” do Hip Hop, isso porque transcenderam essas barreiras e começaram a ser solicitados por artistas de outros gêneros conseguindo produzir sem perder a própria identidade. Por exemplo, eles não faziam o Hip Hop ser pop, faziam o Pop se tornar Hip Hop. Em determinado momento pelo menos 60% das músicas tocadas nas rádios havia sido produzida por Pharrell Williams e Chad Hugo. Nos EUA é notória a fama dos “The Neptunes” como a dupla de Virgínia Beach que mudou a história da música.


Voltando aos Djs falo com muito amor e orgulho sobre a última inspiração que escolhi para este artigo. Se acompanha minha carreira e minha vida fora dos palcos, certamente já me viu em ambos com o Dj Dig Djow. Trago o nome dele a este artigo, claro, por ser fã do seu talento e também como um recado para que estejam próximos dos seus amigos, acompanhem o seu trabalho e que também se espelhem neles. Nossa história começa muito antes de tudo isso, pois crescemos juntos e ao me tornar Dj talvez também tenha o inspirado a trilhar este caminho. Digo alegremente que suas primeiras lições foram dadas por mim e olhem só o talento que temos o privilégio de assistir hoje, mais do que isso, não tenho vergonha alguma em dizer que o aluno virou mestre, e que hoje também aprendo muito com ele, mais do que ensinei.


Olhamos muitas vezes para fora do nosso círculo e esquecemos que as maiores fontes de inspiração podem estar muito perto, então olhem com cuidado para perto, admire o trabalho dos seus amigos, tenha a humildade de também querer aprender e a crescer com eles. Não deve haver, principalmente no Hip Hop, espaço para vaidade ou inveja, mas deve haver sempre o desejo de crescer, de buscar o sucesso e nesse processo um puxar o outro para cima. Por isso não posso deixar de neste momento dizer OBRIGADO ao Dj Dig Djow e desejar que nossa caminhada seja longa, sempre sincera, de muito sucesso e que poderá contar comigo para sempre.


Obrigado também a você que me acompanha e a você que ficou até aqui e leu este artigo. Espero que possamos nos encontrar logo para trocar ideia, para trocar energias boas e sermos novamente tocados pela música. Muitos sorrisos, abraços e lágrimas de alegria, até a próxima!



Créditos: Dj Santi

@odjsanti

59 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

1 Comment


Fabio Ribeiro
Fabio Ribeiro
Sep 22, 2023

Belíssimo artigo hein Dj Santi, ao ler voltei no tempo e lembrei q um dia quiz ser dj , tocar e fazer alegria das pessoas ao meu redor, mas não corri atrás desse sonho!!🤦🏿‍♂️🤦🏿‍♂️🤦🏿‍♂️.

Tua amizade cm o Dj Dig Djow é muito bonita, sincera sem contar que o cara é muito gente boa, vcs são "gente boa", dois guris do bem, digo isso porque vi vcs piá😂😂😂.

Voem guris, o céu não é limite.

Parabéns meu irmão Te amo.


Like
bottom of page